Notícias Shopping Centers

Salvador Trade Center aposta em tecnologia para aprimorar processos

Empreendimento administrado pela Enashopp investe em sistema de automação, ações de eficiência energética e equipamentos mais modernos contra incêndio para melhoria da segurança e redução das despesas do condomínio.

Um dos cartões postais da arquitetura contemporânea da capital baiana, o Salvador Trade Center é um dos complexos empresariais mais completos e modernos da cidade, contando com completas estruturas prediais que abrigam cerca de 450 empresas em suas “torres gêmeas”, como são conhecidas. O empreendimento administrado pela Enashopp tem investido constantemente em tecnologia para obter melhores resultados, com maior segurança e menores custos.


Automação
Umas das ferramentas tecnológicas mais importantes de um empreendimento de grande porte é a automatização de sistemas mecânicos, elétricos e eletrônicos para a produção operacional. A automação resulta em economia, reduz custos, tempo e mão de obra. Com essa ferramenta é possível verificar o estado de funcionamento de elevadores, gerador, nível dos reservatórios, controla o acionamento e desligamento da iluminação das áreas comuns. Como o STC foi inaugurado em 2001, com o passar do tempo o sistema antigo ficou obsoleto, exigindo assim um investimento para acompanhar o desenvolvimento tecnológico para a funcionalidade e fluidez da operação.


Eficiência Energética
Outra ação que tem sido implementada com bastante sucesso no Salvador Trade é a substituição das lâmpadas fluorescentes por LED, pois além de melhorar consideravelmente a iluminação das áreas, reduz as despesas com a manutenção e consumo de energia elétrica em até 50%. Com essa ação, neste ano 2018, já foram trocadas mais de 300 lâmpadas. Vale ressaltar que, desde 2013, o Salvador Trade Center migrou do Mercado Cativo para o Ambiente de Contratação Livre de Energia. Dentre as vantagens e benefícios da migração para o mercado livre, destaca-se a economia nos custos de aquisição da energia elétrica, ausência de bandeiras tarifárias e a flexibilidade das cláusulas contratuais, resultando numa economia acumulada nos últimos cinco anos superior aos R$ 6,5 milhões.


Sistema de Incêndio
Com o intuito de atender às normas técnicas - tanto das NBR’S quanto ao Corpo de Bombeiros – e proporcionar mais segurança aos seus condôminos e visitantes, foram realizados investimentos para o retrofit no sistema de incêndio (central de alarmes) para acompanhar o desenvolvimento tecnológico e gerar mais segurança. Além disso, foi realizada a parametrização das bombas que pressurizam o sistema de incêndio (rede de Sprinklers – chuveiros automáticos). Essa ação transmite o cuidado com a segurança do empreendimento e quem transita nele.

Imagens